Compra de bem usado pode gerar redução de impostos

03/10/2017

Com a retração econômica, tem se tornado comum a compra de bens usados para a reposição do imobilizado da empresa ou mesmo para sua expansão a um baixo custo, geralmente com valor bem abaixo do mercado e em momentos de crise é necessário estar atento a todas as oportunidades, a fim de maximizar os ganhos nas situações mais inesperadas.


Como a compra de um bem usado pode influenciar nos meus tributos?


O bem adquirido em estado usado tem um tratamento contábil para depreciação diferente de bens adquiridos novos, há 2 formas para se depreciar, que abordaremos nesse artigo.  A depreciação nesses casos será no prazo da vida útil restante ou na metade da vida útil de um bem novo, dos dois o maior. Assim o mesmo influenciará diretamente no resultado do exercício, reduzindo-o e consequentemente a base de cálculo tributável para impostos sobre o lucro, haja vista que irá depreciar mais rapidamente gerando mais despesa.


E o ganho financeiro, onde entra nessa situação?


Partindo do principio que pagando menos imposto, sobrará mais dinheiro em caixa, teremos algumas alternativas de aplicação que irá gerar os retornos financeiros. Imagine a aquisição de um veículo novo, no valor de R$ 100.000,00, sendo de transportes, seria depreciado em 4 anos, gerando R$ 25.000,00 de despesas com depreciação ao ano, reduzindo o IRPJ e a CSLL em R$ 6.000,00. Contudo suponhamos que na mesma situação, com o mesmo valor, o bem fosse usado, essa depreciação se daria em 2 anos, ou seja, geraria R$ 50.000,00 de despesas com depreciação ao ano, reduzindo o IRPJ e a CSLL em R$ 12.000,00.
Assim esses R$ 6.000,00 que a empresa deixou de pagar em impostos, poderíamos investir em aplicações financeiras, o que geraria em média 1% ao mês de lucro líquido já descontados os impostos, ou então poderíamos antecipar alguns fornecedores pleiteando um desconto pela antecipação ou mesmo reduzindo juros pelo prazo alongado de pagamento. Enfim, poderíamos explorar inúmeras aplicações para essa diferença, agregando resultado a operação.


Há risco na aplicação desse processo em minha operação?


Quando embasado legalmente, e respeitando as regras impostas pela legislação não há problema algum, pois conforme citado acima, há duas opções e devemos escolher a maior delas. Para tanto é fundamental um excelente assessoramento contábil, para que um beneficio como este não venha a se tornar um problema. O Grupo Maltez oferece o suporte necessário para você aproveitar este e outros benefícios fiscais de forma correta e sem gerar riscos para sua empresa.


Conheça esse serviço clicando aqui e saiba como ter acesso e esta e outras ferramentas de gestão.

 

Gostou do tema ou ficou com alguma dúvida? Deixe sua opinião aqui nos comentários, teremos o prazer de responder a todos.

 

Compartilhe
Please reload

Matérias em Destaque

Opção pelo Simples Nacional 2019

27/11/2018

1/10
Please reload

Últimas Matérias
Please reload

Inscreva-se em nosso canal
Histórico de Matérias