Patrimônio líquido e a importância do capital social

31/10/2017

O patrimônio liquido representa a parte do sócio na empresa, compreendendo o capital social investido inicialmente pelo sócio, os resultados acumulados de exercícios anteriores e outras contas de ajustes patrimoniais. Ou seja, os recursos próprios da empresa, sendo a diferença entre ativo e passivo.


Dessa forma podemos ver que o capital social é parte do patrimônio liquido, e seu valor pode ser alterado com o decorrer do tempo, seja aumentando com aportes ou fazendo a redução de capital social. Contudo temos que observar algumas situações em que os dois estão diretamente relacionados, sendo fundamental observar a legislação e a situação da empresa.

 

Quando falamos em observar a legislação, temos algumas regras importantíssimas, sendo uma delas o fato de saldo das reservas de lucros, exceto as para contingências, de incentivos fiscais e de lucros a realizar, não poderá ultrapassar o capital social. Atingindo esse limite, o excesso deverá ser integralizado, aumentar capital social ou ser realizada a distribuição de dividendos. Assim o patrimônio liquido e o capital social serão alterados em valor e composição.  Também temos casos em que a legislação obriga a empresa a ter um valor mínimo de capital para algumas atividades, dentre elas a terceirização de alguns serviços, em função do número de colaboradores e caso não seja atendido pode ter complicação com o fisco.


Já observando a situação da empresa podemos ter a seguinte situação, o valor do Patrimônio Líquido ser negativo, assim denominamos o mesmo de Passivo a Descoberto. Ocorre em sua maioria quando a empresa tem muito prejuízo acumulado em seus exercícios e basicamente nos diz que a empresa tem mais obrigações que bens e direitos. Isso além de ser um problema por si só, pode gerar desconfiança junto a partes interessadas, como fornecedores e bancos, pois é indício de fragilidade na continuidade da empresa. E isso pode gerar impactos negativos como juros mais elevados ou mesmo recusa na aquisição de empréstimos e financiamentos junto a instituições financeiras, bem como redução e anulação de compras a prazo junto a fornecedores.


Nesse caso é necessário bons resultados no exercício corrente e em exercícios futuros ou o aporte de capital dos sócios na empresa, para reverter essa situação, que conforme citado acima, em caso de necessidade de recursos financeiros de terceiros, pode comprometer a continuidade da empresa.


Por fim conforme explanamos, o capital social tem grande importância no patrimônio liquido da empresa e observá-lo conforme determina a legislação e exigência de outros interessados é imprescindível. É claro que para evitar que a empresa chegue nesse ponto, além de bons resultados econômicos e não só financeiro, é essencial um acompanhamento contábil, a fim de ajudar evitar essa situação ou mesmo a sair dela de forma correta, bem como adequar o capital social de acordo com as exigências da legislação.


Ficou com dúvidas? Deixe abaixo nos comentários, iremos te responder assim que possível.

 

Compartilhe
Please reload

Matérias em Destaque

Opção pelo Simples Nacional 2019

27/11/2018

1/10
Please reload

Últimas Matérias
Please reload

Inscreva-se em nosso canal
Histórico de Matérias